Reposição Hormonal na Menopausa.


Entre uma xícara de café e uma taça de vinho com as amigas,claro que tem papo de saúde e cuidados que a maturidade exige.

Menopausa e Reposição Hormonal é um assunto que requer muita atenção e esclarecimento.

A reposição hormonal pode ser feita com dosagens relativamente baixas, por via oral ou transdérmica (adesivo, gel ou creme). Neste último tipo, os hormônios são absorvidos pela pele, caem na corrente sanguínea e se espalham pelo corpo. A vantagem da opção não-oral, segundo José Bento, é que ela não agride o fígado.
Como o sistema hormonal é o “maestro” do corpo, um desequilíbrio pode desencadear doenças e acelerar o processo de envelhecimento. Veja abaixo a função de cada hormônio:
DHEA: regula o estresse

- Testosterona: controla a libido, a potência sexual, o coração, o tecido gorduroso e a musculatura

- Estrógeno e progesterona: age na libido, no coração, no tecido gorduroso e na densidade óssea

- Pregnenolona: regula a memória e o metabolismo neuronal

- T3 e T4: controla o metabolismo corporal, o peso, a energia, a pele, os cabelos, as unhas e o funcionamento intestinal

- Melatonina: é responsável pelos receptores hormonais, pelo sistema imune e pela qualidade do sono

DHEA: regula o estresse

Na menopausa, as mulheres ganham mais gordura na barriga e, consequentemente, aumentam as chances de sofrer um infarto. Muitas mantêm o peso, mesmo tendo menos músculos e mais gordura.

A queda do estrógeno causa uma “masculinização” no corpo da mulher. Ela deixa de ter curvas acentuadas, de "pera", e passa a ter as formas mais quadradas, de "maçã".

O metabolismo mais lento também propicia o aumento da massa gorda. Mulheres que não podem fazer reposição devem seguir uma dieta de baixa caloria e fazer atividade física para controlar o peso.
Dicas de hábitos saudáveis

- Tenha uma alimentação balanceada, rica em frutas, legumes, vegetais, cálcio e peixes

- Limite o consumo de carne vermelha a uma ou duas porções por semana

- Aumente o consumo de soja, tofu, linhaça e semente de abóbora

- Evite frituras, gorduras, massas, doces, sal e café

- Beba muito líquido: no mínimo oito copos de água por dia

- Faça exercícios regulares

- Procure um médico para acompanhar suas taxas hormonais, por exame de sangue

- Pare de fumar e diminua a ingestão de bebida alcoólica

- Durma bem, de sete a oito horas por dia

Fonte de pesquisa: Bem Estar/G1

Compartilhe as informações.

Beijo da Gu

Comentários