Harmonização de Vinhos com Finger Food: combinação perfeita para o Verão.


Uma festa sem bebida e comida não é uma festa. Qualquer tipo de evento social, de grande ou pequeno porte, precisa de um cardápio rico em sabores e bebidas escolhidas a dedo para tornar a celebração ainda mais especial.
Harmonização de vinhos com finger food: combinação perfeita para o verão
Existem muitas opções de pratos que podem ser servidos em uma confraternização, mas hoje nós falaremos especialmente sobre uma das maiores tendências entre os buffets de festas: o finger food.
Se você ainda não sabe o que é finger food, então continue com a leitura. Além de explicar o que significa, nós também mostraremos as melhores dicas para harmonização com finger food, pois, como você já sabe, cada tipo de prato pede um vinho específico.


O que é Finger Food?
Finger food é um termo que, ao pé da letra, significa comer com os dedos, ele se refere a comidas práticas. Essa é uma modalidade de refeições servidas em pequenas porções que podem ser consumidas com apenas uma ou duas mordidas.
A proposta principal do finger food é a praticidade. Como, na maioria das vezes, as pessoas usam as próprias mãos para pegar e saborear o finger food, não há a necessidade de montar uma mesa completa com vários talheres e pratos para que os convidados possam se servir.
Resultado de imagem para finger food e vinho
Apostar nas refeições finger food é uma ótima forma de deixar o menu de um evento mais divertido e versátil. Outra vantagem desse tipo de alimentação é que, como as porções são pequenas, os convidados têm a chance de provar uma maior variedade de pratos.

O finger food pode ser servido em quais ocasiões?
Muito se engana quem pensa que as porções finger food não combinam com eventos sofisticados e elegantes. Tais refeições funcionam perfeitamente em eventos mais informais, como um encontro entre amigos, e festas mais requintadas, como no buffet de um casamento. Tudo depende de qual tipo de prato vai ser servido como finger food.

Os mini-hambúrgueres, por exemplo, são obviamente uma refeição em finger foodmais informal que combina com eventos casuais. Já os canapés, ceviches, caldos e massas são exemplos de pratos que são elegantes até mesmo servidos em pequenas porções.

Várias pessoas apostam em menus completos apenas com porções finger food, mas, como já foi dito antes, isso se aplica apenas a eventos mais descontraídos e informais. Se você deseja servir finger food sem perder a elegância, então a dica é usá-los como uma ante-sala para a refeição principal e harmonizá-los com um vinho.

Como harmonizar com finger food?
As refeições finger food são conhecidas por serem pequenas porém cheias de sabor — e não há forma melhor de acentuar o paladar e aromas de um prato senão harmonizando com um vinho.

Nós mostraremos a seguir as melhores dicas para harmonizar com finger food. Ao contrário do que muitos acreditam, a harmonização não é um assunto tão complexo. Confira as nossas sugestões e você saberá exatamente qual vinho escolher para cada prato.

Resultado de imagem para finger food e vinho
Leve em consideração o peso do produto principal

Uma harmonização de sucesso, com finger food ou não, deve ser feita levando em consideração o peso do elemento principal do prato e o corpo do vinho. Por exemplo, ao servir um ceviche temperado com ervas e limão, você jamais poderá harmonizá-lo com um vinho tinto, pois o sabor da uva é muito forte e elimina todo o gosto do prato. Nesse caso, o ideal é usar um vinho branco bem ácido.

Se a proteína do finger food for uma carne suína, você pode até mesmo pensar em harmonizá-lo com um vinho branco, desde que ele seja bem-estruturado.
Já as carnes bovinas só harmonizam com vinhos tintos e, quanto mais forte for o sabor da carne, mais encorpado o vinho deve ser.

Pense em opções vegetarianas
O número de pessoas que estão aderindo ao vegetarianismo está crescendo cada vez mais, portanto, não é de se espantar que um dos seus convidados não coma carne. Como um ótimo anfitrião, você deve pensar em uma opção de finger food vegetariano para ele.

A harmonização de vinhos com pratos vegetarianos é totalmente diferente, visto que cada proteína vegetal tem um peso diferente. O grão de bico é uma proteína vegetal bem mais leve que o feijão. Portanto, se você pretende servir torradas com húmus de grão de bico, a melhor opção é escolher um vinho branco de co​rpo médio, entretanto, se preferir servir torradas com patê de feijão preto, então o ideal é harmonizar com um vinho tinto.

Atente-se ao método de preparo
O tipo de proteína não é o único fator determinante para a escolha do vinho. Avaliar a forma como a receita foi preparada também é muito importante. Os pratos cozidos são mais leves que os grelhados, e é claro que os temperos também influenciam o peso de um prato.

Se o elemento principal do finger food for uma carne embutida (como salame, linguiça ou presunto), então o recomendado é servir um vinho de corpo médio. No entanto, se os embutidos são preparados na churrasqueira, então o vinho precisa ser ainda mais forte e estruturado.

Por último, mas não menos importante, a fritura também é um método de preparo que muda completamente o sabor dos alimentos. Os pratos fritos, graças à adição de óleo, são mais pesados e, por isso, combinam com vinho espumante — que, com a sua acidez, limpa as papilas gustativas e reduz a sensação oleosa que a fritura deixa na boca.


Resultado de imagem para finger food e vinho
Aqui nós indicamos um tipo de vinho para cada finger food, mas vale lembrar que um prato pode harmonizar com mais de um vinho. Nesse caso, você pode organizar uma pequena degustação para que os seus convidados provem os diferentes sabores que um prato pode ter de acordo com o vinho que o acompanha.

Como nós dissemos no início do texto, a harmonização com finger food e vinhos é mais fácil do que parece. Basta levar em consideração os elementos do prato e as características dos tipos de vinho.

Dicas bem bacanas né?
Compartilhe!
Beijo da Gu

(Obs : Vinho bom é o vinho que você e seus convidados gostam.Não se prenda a harmonizações pré estabelecidas.
O que conta mesmo é aproveitar o momento!)

https://blog.famigliavalduga.com.br/Lucas Simões

Comentários